O que é o BPG

Tendo em vista a importância do LSST para o futuro da Astronomia, tanto o LIneA como o LNA exploraram ao longo dos últimos anos formas de integrar a comunidade brasileira neste projeto. Recentemente, isto tornou-se uma realidade aproveitando-se a oportunidade criada por uma colaboração na área de redes entre as organizações AMPATH, ANSP e RNP. Esta colaboração permitiu a elaboração de um memorando de entendimento pelo qual 10 pesquisadores seniores(contratados em instituições brasileiras), cada qual podendo indicar até 4 pesquisadores juniores(pós-docs, estudantes), podem entrar imediatamente no projeto. Nestas negociações, a área de Astronomia foi representada pelo coordenador do LIneA e pelo diretor do LNA, os quais, pelos termos do acordo,  ficaram responsáveis pelo processo de seleção dos membros que formarão o Grupo de Participação Brasileira no LSST (denominado pela sigla em inglês BPG-LSST).

O objetivo deste grupo será colaborar com o LIneA e o LNA para:

  1. Criar a infraestrutura necessária para garantir a eficiente exploração científica dos dados que ficarão disponíveis por este levantamento
  2. Implantar  um  centro para o armazenamento e processamento de dados de apoio aos pesquisadores brasileiros, tendo como ponto de partida a infraestrutura e  a experiência de operação acumulada pelo time de tecnologistas do LIneA
  3. Apoiar no futuro a renegociação do atual acordo para permitir a entrada de mais pesquisadores brasileiros neste projeto.

Dos membros escolhidos para o BPG espera-se que:

  1. Sejam provenientes de diferentes instituições e áreas de pesquisa.
  2. Participem pró-ativamente da colaboração científica do LSST.
  3. Contribuam na construção de uma biblioteca de algorítimos científicos adaptados para ser usados em grandes volumes de dados.
  4. Colaborem na disseminação das informações sobre o projeto e no recrutamento de novos talentos.

É importante lembrar que o projeto possui uma linha de tempo de ~ 20 anos e a formação de jovens pesquisadores  preparados para lidar com grandes quantidades de dados e, de trabalhar em grandes colaborações, será  uma das principais tarefas do BPG.  Além disso, para garantir o bom aproveitamento científico desta grande oportunidade, é indispensável que todos compreendam a necessidade da mudança do estilo de trabalho, o que exige e a necessidade de desenvolver hábitos colaborativos para o desenvolvimento de ferramentas apropriadas para gerenciar e analisar o grande volume de dados que ficará disponível.

Esta formação do BPG terá uma duração de 5 anos e seu desempenho será revisto por um Comitê Gestor, que irá avaliar seus relatórios e organizar uma reunião aberta a toda a comunidade brasileira, a qual poderá acompanhar o progresso científico/técnico do grupo.  Espera-se que o trabalho sendo feito permita uma efetiva e competitiva atuação já no início do levantamento, e de preferência, já envolvendo toda a comunidade brasileira. Para assegurar o bom funcionamento do BPG ao longo dos anos, o Comitê Gestor seguirá um regimento interno acordado pelos organizadores do BPG.

Como parte da familiarização dos pesquisadores brasileiros com o projeto LSST, o LIneA e o LNA estão organizando uma sessão de perguntas e respostas com o Diretor do projeto. Para isto solicitamos que suas dúvidas sejam colocadas, em inglês, neste formulário.  Estas perguntas serão submetidas ao Diretor do LSST. Uma sessão de Q&A com membros do LSST será organizada como parte da série de webinars do LIneA.

Espera-se que  o início da participação brasileira no projeto seja a partir do segundo semestre de 2016, lembrando que o período de comissionamento e verificação científica está previsto para 2020-2021.

O Acordo

O acordo para a participaçao de pesquisadores brasileiros no projeto LSST  teve vários parceiros como pode ser visto na Figura 1.

firstpage
Figura 1

A motivação para o envolvimento do LIneA e do LNA no projeto é descrita no acordo da seguinte forma:

recitals

Enquanto o processo de formação do BPG estabelecido foi:

artigo 3

Os direitos dos investigadores principais são:

article4