Deprecated: __autoload() is deprecated, use spl_autoload_register() instead in /home/webmaster/lsst-brazil/wp-includes/compat.php on line 502 Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/webmaster/lsst-brazil/wp-includes/pomo/translations.php on line 208 Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/webmaster/lsst-brazil/wp-includes/pomo/translations.php on line 208 Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/webmaster/lsst-brazil/wp-includes/pomo/translations.php on line 208 Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/webmaster/lsst-brazil/wp-includes/pomo/translations.php on line 208 LSST – Brazilian Participation Group

O que é LSST

SciBookO Large Synoptic Survey Telescope (LSST) é um  telescópio sendo construído em Cerro-Pachón no Chile. Previsto para entrar em operação no início da próxima década, o LSST irá mapear em seis bandas quase metade do céu por um período de 10 anos. Embora originalmente proposto para desvendar a natureza da energia escura, o potencial científico do projeto é enorme como pode ser visto no LSST Science Book Version 2.0

img1
Figura 1 – Espelho principal com um diâmetro de 8,4 metros. Crédito: LSST

O telescópio possui um diâmetro de 8,4 metros e tem um campo de visada de quase 10 graus quadrados, podendo mapear todo o céu visível em apenas algumas noites. Sua câmera consiste de um mosaico de CCDs com 3.2 bilhões de pixels e cada exposição corresponde a uma área do céu equivalente a 40 vezes o tamanho da Lua cheia. A cada noite serão acumulados da ordem de 15 TB de dados que devem ser transmitidos para diferentes centros para redução e análise.

O sistema será o mais poderoso coletor de luz no óptico e a velocidade das observações fornecerá aos astrônomos, pela primeira vez, uma visão dinâmica do Universo, onde variações de posição ou fluxo serão registradas a uma cadência de algumas noites.

Estima-se que o LSST gerará da ordem de 10 milhões de alertas a cada noite. Eles devem ser classificados e, os casos mais interessantes, observados em outros telescópios. Ao término de 10 anos, o levantamento obterá informações para 37 bilhões de estrelas e galáxias, explorando um volume de espaço sem precedentes e gerando da ordem de 100 PB de produtos. Este projeto representa um grande desafio para a área de TI para gerenciar a transferência, processamento, armazenamento, análise e exploração científica da grande quantidade de dados que será gerada de forma ininterrupta. Este é um problema de Big Data que começa a ser enfrentado de uma forma sistemática pelo projeto, procurando novas soluções para as áreas de comunicação em rede, processamento de alto-desempenho e desenho de banco de dados.

img4
Figura 3 – Lançamento da pedra fundamental do observatório em Cerro Pachón, com a presença de várias autoridades, incluindo a Presidente chilena. Crédito: LSST

 

Tendo em vista a importância do LSST para o futuro da Astronomia, tanto o LIneA quanto o LNA exploraram ao longo dos últimos anos formas de integrar a comunidade brasileira neste projeto. Recentemente, isto tornou-se uma realidade, aproveitando a oportunidade criada por uma colaboração na área de redes entre as organizações AMPATH, ANSP e RNP que permitiu a elaboração de um memorando de entendimento com o LSST. Por este documento, 10 pesquisadores seniores(contratados em instituições brasileiras), cada qual podendo indicar 4 pesquisadores juniores(pós-docs, estudantes), podem entrar imediatamente no projeto. Nestas negociações, a área de Astronomia foi representada pelos coordenadores do LIneA e LNA, que ficarão responsáveis pelo processo de seleção dos membros que formarão o Grupo de Participação Brasileira no LSST (denominado pela sigla em inglês BPG-LSST).

img5
Figura 4 – Construção do prédio que irá hospedar o telescópio. Crédito: LSST

Informações sobre o acordo, o processo de seleção, o andamento do projeto e as atividades do BPG-LSST serão mantidas atualizadas neste site. O objetivo deste grupo será o de montar a infraestrutura necessária para garantir a eficiente exploração científica dos dados que ficarão disponíveis por este levantamento, implantar um Centro Regional de Dados usando a experiência acumulada do LIneA e atuar para a entrada da comunidade astronômica brasileira neste projeto.

Perguntas sobre o projeto e ou sobre o processo de formação e missão do BPG podem ser submetidas preenchendo o formulário abaixo.  Estas serão compiladas e serão respondidas pela organização responsável. Solicitamos que as perguntas sejam feitas em inglês.  As perguntas e as respectivas respostas ficarão disponíveis no site e serão respondidas verbalmente em sessões de Q&A, via a web, a serem organizadas separadamente com representantes do LSST e do LIneA/LNA.

 

Faça aqui sua pergunta.